Seu Corpo

Barriga positiva: a importância de fortalecer o abdômen

O mundo dá atenção demais à nossa barriga, mas pelas razões erradas. Ela é o centro de força do nosso corpo, o que nada tem a ver com estar chapada e não ter pneuzinhos

Seu Corpo / Reportagem Por:
Ilustração:
5 minutos

Existe em nosso corpo um lugar lindo e poderoso onde habita toda a nossa força. O nome desse lugar é core, um conjunto de músculos localizado entre o abdômen e o quadril, responsável pelo equilíbrio do corpo. E quando vendem por aí promessas de barriga chapada e abdômen trincado, pouco tem a ver com a importância real de fazer exercícios abdominais para fortalecer essa região – o papo é todo estético. 

Pode anotar: barriga negativa não é sinônimo de barriga saudável ou fortalecida. Lipo lad, lipo hd, hidrolipo, lipo light, slim… Todas essas técnicas cirúrgicas atuam apenas na musculatura superficial. Enquanto isso, os músculos mais profundos, que realmente auxiliam na estabilidade do corpo e na força, seguem fracos. 

É menos sobre os braços musculosos do Popeye e mais sobre o kame rame ra de Goku

Deixe essas noias para lá, o que a gente realmente precisa é buscar a barriga positiva! Afinal, sabe qual é o grupo muscular que você usa quando se agacha para pegar algo que caiu do chão, levanta da cama, ou carrega uma mala pesada? Sim, é o abdômen! Então é menos sobre os braços musculosos do Popeye e mais sobre o kame rame ra de Goku. Ou melhor, sobre o nosso core. 

O termo não tem relação com coração. Vem do inglês, significa núcleo ou miolo e se refere ao centro de toda a força do seu corpo. Ele é composto por 29 pares de músculos, incluindo o reto abdominal, os oblíquos internos e externos, eretores da coluna e os da base pélvica. Toda essa musculatura central é responsável pela estabilidade lombo-pélvica, pelos movimentos de rotação, por dar suporte a coluna e por proteger os nossos órgãos internos e o sistema nervoso central – tudo isso enviando força para os membros superiores e inferiores do corpo. Potente, né?

+ Veja também: Praticar esporte por prazer é possível
+ Veja também: Receitas de shot de imunidade para fazer em casa

No pilates, essa região é chamada de Power House. Traduzindo: casa de força. Ela é vista como um dos pilares para executar os exercícios. Fazendo um paralelo, pense no músculo abdominal como as casas da história dos Três Porquinhos. A musculatura fraca e flácida é como se fosse uma casa de palha, que facilmente é abalada. Já a barriga negativa toda trabalhada na estética é a casa de madeira, que pode até parecer bonita e forte por fora, mas também pode ser bem frágil. Agora, a musculatura abdominal fortalecida é firme como a casa de concreto e, por isso, garante um centro de força consistente.

Por que fortalecer o abdômen

Tudo isso para dizer que essa preocupação com barriga bonita ou a quantidade de gominhos ofuscou a verdadeira importância de fortalecer essa região. E vamos te convencer que vale a pena. Quando o abdômen está forte: 

  • os músculos das costas ficam protegidos (tchau, dores!);
  • a postura melhora (observe que quem anda curvado e com os ombros arqueados muitas vezes anda com o abdômen frouxo);
  • a pelve, os quadris e a região lombar ganham equilíbrio, o que ajuda na corrida e em outras atividades de impacto;
  • os órgãos internos funcionam melhor e ficam protegidos;
  • a incontinência urinária desaparece (ou pelo menos diminui significativamente);
  • melhora a coordenação de movimentos e a estabilidade, já que os exercícios abdominais estimulam o cerebelo, área do cérebro que gerencia a percepção de espaço e o equilíbrio;
  • braços e pernas também são exercitados e ganham mais força.

Fora as consequências específicas para as mulheres. Se o assoalho pélvico (localizado na parte mais interna do abdômen) fica fraco, acaba o nosso sossego. O preço do descuido vem em pequenas parcelas de sofrimento. A começar pelo prazer no sexo que vai ao chão. A incontinência urinária é outra questão forte: 45% das mulheres que passaram dos 40 anos relatam ter algum grau do problema. A desordem na geografia interna das vísceras também causa dores e pode provocar incontinência fecal. Ou seja: até segurar o pum fica difícil.

+ Veja também: Os benefícios do rebolado
+ Veja também: Descubra qual é o melhor chá para você

Como fortalecer o abdômen sem neura

Não se empolga em fazer séries de abdominais, mas quer começar a construir uma relação positiva com a sua barriga? Existem alguns caminhos interessantes que são fáceis de incluir no dia a dia. São eles:

Concentre-se Preste atenção ao seu corpo quando for pegar um peso, agachar, correr… Ao invés de colocar toda a sua potência nos braços e pernas, sintetize esse esforço no centro do seu abdômen e tudo irá fluir melhor. 

Exercícios respiratórios Respirar contraindo o diafragma auxilia na saúde como um todo. Sabe onde ele fica? Entre o tórax e o abdômen. Mas, infelizmente, a maior parte das pessoas ignora esse músculo quando realiza essa atividade vital. Então a dica: separe alguns minutos do seu dia para se dedicar a exercícios respiratórios, sua mente agradece e seu abdômen também.

Mexa-se Existe uma infinidade de exercícios para trabalhar o core, divididos entre três tipos:

1) estabilização com o peso corporal; 2) flexão, extensão e rotação do tronco; 3) exercícios de potência, velocidade e força. Escolha aquele que te dá mais prazer. Pode ser pompoarismo, hidromassagem, prancha, yoga, pole dance, pilates, exercícios com bola e até mesmo os tradicionais abdominais. Se joga!

Veja também