Seu Corpo

Os tipos de massagem relaxante e seus muitos benefícios

O alívio que a gente sente quando recebe uma boa massagem no corpo tenso e dolorido é uma das melhores sensações. Mas os benefícios vão muito além, incluindo liberação de hormônios do bem-estar e melhora da circulação sanguínea

Seu Corpo / Reportagem Por:
4 minutos

Sabe aquela dor nas costas que vive te infernizando? Provavelmente é seu corpo pedindo socorro para aliviar as tensões acumuladas na correria do dia a dia, explica o massoterapeuta Reinaldo Leonardi. Afinal, todo estresse e cansaço que a gente passa impacta não apenas no nosso emocional, como reflete também fisicamente, enrijecendo os músculos e impedindo a livre circulação dos líquidos corporais. Por isso, uma massagem relaxante pode ser tão renovadora: através do toque, ela promove um cuidado global do corpo e da mente – e vamos explicar como isso acontece.

Benefícios da massagem relaxante

Quando recebemos uma massagem relaxante, os nossos sistemas muscular, circulatório e nervoso são movimentados e estimulados. Isso alivia tensões e o corpo todo reage, liberando hormônios como serotonina, ocitocina e endorfina, que ajudam a combater o estresse, a depressão e proporcionam o bem-estar. Esse efeito calmante ocorre também no nosso sistema nervoso, ativando o SNP (Sistema Nervoso Parassimpático), responsável por fazer o organismo retornar ao estado de tranquilidade. Estudos mostram que é possível alcançar níveis elevados de relaxamento psicológico e fisiológico a partir de apenas dez minutos de massagem.

+ Leia também: Nada de trabalhar enquanto eles dormem: como dormir melhor

 
No tecido muscular, ela oferece nutrição, flexibilidade e vitalidade, além de reduzir fibroses no músculo tensionado. A circulação e o fluxo linfático também são beneficiados, já que, durante a massagem, o corpo libera histamina, uma substância vasodilatadora que estimula o sistema imunológico a renovar as células de defesa. Outro hormônio liberado é a melatonina, que nos ajuda a ter um sono reparador. Tudo isso também diminui a quantidade de cortisol no sangue, responsável por nos deixar com ansiedade e em estado de alerta.  

Os tipos de massagem relaxante

São diversos os tipos de massagens que ajudam a relaxar, reduzir o estresse e a ansiedade e a aliviar dores. Alguns você consegue realizar em casa de forma amadora, mas quanto mais técnica na aplicação e mais frequentes forem as sessões, maiores as vantagens! 

Há massagens rápidas, de 15 minutos, como a quick massage. É aquela feita em uma cadeira específica, geralmente disponível no aeroporto, escritório ou grandes eventos. Outras são mais demoradas, como a massagem ayurvédica, originária da Índia, feita no chão, em que o terapeuta usa as mãos, os pés e os cotovelos, com duração média de duas horas. 

+ Leia também: As vantagens de preparar a própria marmita
+ Leia também: Os benefícios de incluir alongamento na sua rotina

 
Entre as principais técnicas estão o Shiatsu, vindo da medicina chinesa. Ele trabalha os pontos meridiano (canais de energia que percorrem todo o corpo) para aliviar dores de cabeça e enxaquecas, cólicas menstruais, intestino preso, recuperação de lesões e desativar pontos-gatilhos. O terapeuta utiliza técnicas de pressões rítmicas ou pulsações com os dedos e as palmas das mãos.

Já a massagem sueca, também conhecida como massagem clássica, tem movimentos lentos e suaves, sem grandes pressões, deslizando as mãos pelo corpo com o uso de óleos vegetais. Ela foi desenvolvida pelo ginasta e esgrimista Pehr Henrik Ling, no século XIX, e promove o relaxamento muscular, melhora a circulação, diminui o estresse, a ansiedade e a insônia.
 
Para aumentar ainda mais a sensação de relaxamento, uma dica é a massagem feita com óleos essenciais e pedras quentes no lugar das mãos, que ajuda a equilibrar o sistema nervoso, alivia dores e melhora o fluxo sanguíneo. Já na reflexologia são feitas pressões em pontos específicos dos pés e das mão, acionando órgãos do corpo que estão ligados a eles, fazendo a energia circular e relaxando os membros que estão sendo massageados.
 
Investir em terapias com profissionais nem sempre é viável, mas é possível fazer uma automassagem ou receber massagens em casa. Primeiro, escolha um ambiente calmo, diminua a luz, acenda velas aromáticas e use cremes ou óleos vegetais, como semente de uva ou coco, para facilitar os movimentos. Deslize as mãos pelo corpo pressionando os pontos de tensão, com movimentos leves, sem usar muita força. Os ombros são uma região que costuma acumular muita tensão, mas vale explorar o corpo todo: os dedos e a planta dos pés e das mãos, as pernas, a cintura, a barriga, as costas, os braços… e não esqueça do rosto! 
 

Veja também