Colunistas

Quem é você na hora da raiva?

Por:
2 minutos

A colunista Dandara Pagu compartilha dicas sensacionais para lidar melhor com esse sentimento que costuma nos consumir por dentro

Quando o sangue ferve e a raiva bate forte aí dentro, como você costuma agir? É aquela que faz barraco e dá na cara de todo mundo na mesma hora ou engole seco e cospe reservadamente para uma amiga depois? 

Seja como for, nada de culpa! A nossa colunista Dandara Pagu ressalta que esse é um sentimento como qualquer outro – amor, saudade, tristeza… – e que a atual situação do país e do mundo tem dado motivos de sobra para ficarmos assim. 

+ Veja mais: Divã, skincare e terreiro

Ruim mesmo é quando a gente não deixa a raiva ir embora e fica remoendo o que aconteceu. Deixa disso! Para ajudar você a lidar melhor com esse sentimento explosivo, Dandara compartilha três dicas que ela aplica na própria vida – e promete que funciona. Se liga só:

Desapegue do outro

Já reparou que a gente passa mais tempo com raiva do outro do que de nós mesmos? Dias e dias carregando um sentimento que, como qualquer outro, deveria ser passageiro. Às vezes, a pessoa não está nem sabendo o que está rolando e seguimos depositando a nossa energia no coleguinha – o que só serve para aumentar essa sensação ruim.

Viva o presente

Guardar raiva só serve para abalar seu emocional e causar doenças, como câncer e úlceras. Pôr para fora as coisas ruins e depois deixar para lá é a melhor alternativa, até porque ficar presa no passado não vira o jogo. Viver o presente de fato facilita seguir em frente. Não é uma tarefa fácil, Dandara avisa, mas vale a pena o investimento. 

Faça terapia

Nesse espaço, dá para descer a língua naquela pessoa que causou raiva em você e isso nem vira uma fofoca, nem chega ao ouvido dela. Olha que maravilha! A racionalização de como agimos e do que o outro nos faz nos ajuda a processar melhor esse sentimento. 

E você, quais são as suas táticas para lidar com a raiva? 

Veja também