Seu Corpo

Guia dos ácidos faciais: entenda o rótulo e use sem medo

Um glossário com os 9 ácidos mais comuns nos cosméticos para você escolher o produto ideal para o seu tipo de pele

Seu Corpo / Nota

Guia dos ácidos faciais: entenda o rótulo e use sem medo

Por:
5 minutos

Um glossário com os 9 ácidos mais comuns nos cosméticos para você escolher o produto ideal para o seu tipo de pele

Cada vez mais gente tem descoberto o skincare. E não somos nós que estamos dizendo, é a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), que mostra a alta de 21,9% nas vendas de produtos de cuidados com a pele em 2020 se comparado a 2019. A verdade é que o tempo em quarentena nos fez pensar em coisas que pudessem dar um refresco para a nossa saúde mental e o momento de conexão interna proporcionado pelo ritual de beleza é um deles. Mas a pergunta que fica é: você sabe o que está passando na pele?

Os ácidos têm diversas funções, em especial o poder de renovar e de hidratar a pele”

Entre os produtos mais procurados estão os ácidos, cujos nomes dão até medo e os efeitos nem sempre estão claros. Mas calma que a gente explica tudo. “Os ácidos têm diversas funções, em especial o poder de renovar e de hidratar a pele. São muito importantes tanto para a aparência e textura quanto para a saúde cutânea”, explica a Fernanda Chauvin, farmacêutica, cosmetóloga e especialista em dermatocosmética. 

+ Veja também: Dandara Pagu: divã, skincare e terreiro

Abaixo você encontra um guia sobre os ácidos mais populares e seus principais benefícios, seja para tratar as cicatrizes de acne, linhas de expressão, melasma ou só dar aquele brilho extra. Assim fica mais fácil navegar pelos rótulos e fazer a escolha certa. Mas não se esqueça: para o uso desses produtos é recomendado o acompanhamento médico.

ÁCIDO ASCÓRBICO

O nome químico é estranho, mas este talvez seja o mais popular entre os ácidos: é a famosa Vitamina C. Por ser antioxidante, promete renovar e ativar o brilho da pele. Apesar de ser um ácido, ele não é fotorreativo, ou seja, pode ser usado durante o dia, quando a pele está exposta ao sol. 

ÁCIDO AZELÁICO

Serve para tratar acne, atuando como redutor de inflamação e redutor de manchas. Quando você estiver lendo o rótulo, lembre que, de acordo com a ANVISA, o ingrediente é proibido em produtos industrializados. Fique de olho: apesar de não ser fotossensível, ele pode provocar algumas reações na pele, como vermelhidão e coceira.

ÁCIDO GLICÓLICO

O glicólico é utilizado para remover as possíveis cicatrizes deixadas pela acne e suavizar a textura do rosto. Mais um com ação renovadora por aqui. Ainda que seja uma substância segura e que não causa fotossensibilidade, privilegie o uso noturno e não esqueça do filtro solar na manhã seguinte.

ÁCIDO HIALURÔNICO

Praticamente um trava-línguas, mas muito conhecido entre os amantes de skincare e iniciantes no assunto também. Seu efeito hidratante é potente e trabalha contra o rápido envelhecimento da pele. O nosso próprio corpo produz esse ácido, mas depois dos 25 anos essa síntese natural começa a reduzir progressivamente . “Ele possui propriedades hidratantes e estimulantes de colágeno, mas mesmo com ‘ácido’ em seu nome, não possui função renovadora de peeling. Pode ser usado diariamente e durante o dia”, explica Fernanda.

ÁCIDO KÓJICO

Este aqui é o rei dos tratamentos contra manchas, principalmente por não causar alergias e ter a facilidade de poder usar durante o dia, sempre combinado com um protetor solar. Em concentrações acima de 1% tem mais chances de causar irritação na pele, portanto é importante o acompanhamento de um dermatologista.

ÁCIDO LÁTICO

As peles mistas e sensíveis adoram o encontro com o lático. “Ele é um esfoliante químico que promove a renovação celular, tem peso molecular intermediário, não penetrando tão profundamente nas camadas da pele, por isso pode ser utilizado diariamente. Ajuda na limpeza dos poros, remove suavemente a pele morta, é umectante e estimula a produção de ceramidas, que são a base para manter a barreira cutânea restaurada, auxiliando para que ela fique cada vez mais forte e saudável”, diz. 

ÁCIDO MÁLICO

Foi aqui que pediram brilho? O málico tem! Como ele é um AHA (alfa-hidroxiácidos), ele garante papel esfoliante, renovando a célula e promovendo luminosidade. 

ÁCIDO MANDÉLICO

Um grande aliado da pele sensível para o tratamento contra a acne. Ele também pode ajudar a tratar a cútis com melasma. Mesmo que apresentando baixo risco de provocar irritação na pele, é recomendado que se mantenha a hidratação e aplicação de filtro solar ao usá-lo.

ÁCIDO RETINÓICO

Mais um item que pode trabalhar para tratar pele com acne e cravos, mas, por ser mais potente que os outros, é controlado com receita médica. Vale saber que seu nome popular é Vitamina A. Como a substância deixa a pele mais sensível ao sol, o ideal é que não seja aplicado durante o dia. Use protetor solar com FPS alto e com cor para que haja proteção extra quando sair ao ar livre.

Importante: siga sempre a recomendação detalhada nos rótulos dos produto para evitar desconforto ou sensibilização.

Veja também