Seu Corpo

Acupuntura, yoga e meditação no SUS: temos!

As terapias alternativas não são só pra quem pode pagar. Se prevenção ainda é o melhor remédio, procure uma UBS

Seu Corpo / Nota Por:
4 minutos

A sua avó já dizia: “prevenção é o melhor remédio”, e ela tinha razão. Em tempos de pandemia, stress e desequilíbrio mental essa máxima tem peso duplo. E se você acha que só tem acesso a tratamentos alternativos quem pode pagar, a gente traz uma notícia que não é exatamente nova, mas, talvez, ainda desconhecida por muitos: desde 2006, o SUS oferece recursos terapêuticos como Terapia Comunitária, Arteterapia, Yoga, Reiki e inúmeras outras práticas de forma gratuita em todo país. Elas fazem parte das Práticas Integrativas e Complementares (PICS), que buscam a prevenção de doenças e a recuperação da saúde.

Sim, você não só pode, como deve! Segundo Jessica Magliano, especialista em Yoga Integral e Meditação, que atua há 3 anos no SUS na Paraíba, as práticas integrativas são um estímulo ao bem-estar social. “A maior importância desses tratamentos é a capacidade de intensificar a prevenção da saúde, tomando consciência dos próprios hábitos como uma ferramenta de cuidado. Algumas dessas técnicas vão incentivar um olhar mais atento ao corpo”, diz. 

Veja mais: Dê um grito
Veja mais: O que é Neurocosméstica?

Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2020, foram registrados 1,3 milhão de procedimentos de PICS nas 26 unidades federativas e no Distrito Federal. O número já é o dobro do de 2019. E você nem sabia? Pois agora está sabendo. Na cidade de São Paulo, para acessar os tratamentos alternativos é preciso ir até a unidade básica de saúde da sua região e solicitar o agendamento. São 519 unidades disponíveis, espalhadas pelas regiões sul, sudeste, leste, oeste, norte e centro da capital paulista.

Já em João Pessoa, usuário precisa residir na cidade, ter um comprovante de residência e apresentar o cartão do SUS com documento de identificação. Em seguida, ele passa por uma escuta qualificada para poder ser atendido nas unidades de saúde da família. Na cidade, o cidadão tem 8 centros de atendimento disponíveis. Na maioria dos Estados o esquema segue esses formatos e o encaminhamento é feito a partir das unidades de saúde.

Segundo a especialista em Musicoterapia, Reiki e Acupuntura, Natália Onnori, que atuou no SUS em regiões periféricas de São Paulo, as práticas integrativas também são muito utilizadas para auxiliar no tratamento de doenças graves. “São práticas naturais que não vão ter efeitos colaterais, muitas inclusive sugeridas para auxiliar em tratamentos de pacientes oncológicos, o Reiki é uma prática que serve para isso”, diz. 

Cardápio completo

Segundo o Ministério da Saúde, todas as práticas abaixo fazem parte do PICs. Entretanto, cada estado e município tem a sua própria cadeia de implementação.  

Ayurveda
Os tratamentos ayurvédicos consideram a singularidade de cada pessoa e aplicam técnicas de relaxamento, massagens, plantas medicinais, minerais e posturas corporais. 

Hipnoterapia
Conjunto de técnicas que, por meio de intenso relaxamento, concentração e foco, induz a pessoa a alcançar um estado de consciência aumentado que permite alterar uma ampla gama de comportamentos indesejados, como medos, fobias, insônia, depressão, angústia, estresse e dores crônicas. 

Ilustração: Kelly Boeni

Yoga
Prática corporal e mental de origem asiática usada para controlar corpo e mente. É associada à meditação e está disponível em  técnicas variadas como hatha-yoga, mantra-yoga e laya-yoga. Todas trabalham os aspectos físico, mental, emocional, energético e espiritual. 

Musicoterapia
Prática expressiva, conduzida em grupo ou de forma individualizada, que utiliza a música e seus elementos – som, ritmo, melodia e harmonia – num processo promotor da comunicação, das relações, da aprendizagem, da expressão e da organização.

Acupuntura
A medicina tradicional chinesa (MTC) é uma abordagem terapêutica milenar, que tem a teoria do yin-yang e a teoria dos cinco elementos como bases fundamentais para avaliar o estado energético e orgânico do indivíduo, visando tratar quaisquer desequilíbrios em sua integralidade.

Meditação
Prática mental individual milenar que consiste em treinar a focalização da atenção de modo não analítico ou discriminativo, a diminuição do pensamento repetitivo e a reorientação cognitiva, promovendo alterações favoráveis no humor e melhora no desempenho cognitivo. 

Reiki
Prática terapêutica que emprega a imposição das mãos para canalização da energia vital visando promover o equilíbrio energético, necessário ao bem-estar físico e mental. 

Terapia Comunitária Integrativa
Prática terapêutica coletiva que atua em espaço aberto e envolve os membros da comunidade numa atividade de construção de redes sociais solidárias para promoção da vida e mobilização das  competências dos indivíduos, famílias e comunidades. 

Para acessar a lista de todas as práticas, clique aqui. Para saber quais práticas são oferecidas em São Paulo, clique aqui, e em João Pessoa, aqui. 

Veja também