Nosso Mundo

7 plantas que você não vai conseguir matar

Ter plantas em casa é só benefícios, mas pra quem já perdeu muitas delas, pode ser um trauma. Pois a gente preparou um guia à prova de vida louca e viagem pra você ter o verde que merece

Nosso Mundo / Nota Por:
5 minutos

Tem muita gente que sonha em ser mãe, pai, tio ou tia de planta, mas desiste quando lembra daquele girassol por quem se dedicou tanto, mas mesmo assim, não sobreviveu. Realmente é triste e desestimulante passar a vida matando plantinhas. Mas não desista, você só não encontrou a planta certa pra sua panela. E nós estamos aqui pra isso. 

Além de benefícios como purificação do ar, redução de impurezas e gases tóxicos, ter plantas espalhadas pela da casa deixa o ambiente muito mais bonito e agradável. E pra quem achou pouco, Lucia Dias acrescenta: “O cuidado com as plantas ajuda aliviar o estresse e a ansiedade”. Paisagista e YouTuber do canal Vida no Jardim, Lúcia é especialista em indicar plantas que cabem na sua vida. 

Pra quem vive na correria e esquece que depois de adotar é preciso regar as plantinhas, a paisagista Aimê Rocha Araújo, deixa uma dica valiosa: deixe sempre os vasos no seu campo de visão. “Quando as plantas estão onde seus olhos passam com frequência, é mais fácil de lembrar de regar.”

Para o match perfeito é preciso ressaltar que as plantas têm adaptações variadas de acordo com o clima de cada região, mas calma: as que selecionamos aqui se adaptam de maneira mais fácil ao clima presente nas diversas regiões no Brasil. Os cuidados podem sofrer interferência por causa disso, e aqui vai mais uma dica de ouro. 

+ Veja também: Como mudar sua casa sem gastar nenhum centavo

“Um truquezinho: com um dedo ou com o palito, verifique se a terra na base está úmida, Se o dedo sair umedecido, quer dizer que não precisa regar. Se sair seco, quer dizer que está na hora de colocar uma aguinha”, explica Aimê. 

Agora prepara o print ou papel e caneta para salvar o nome dessas belezuras e deixar sua casa mais verde.

espada de sao jorge

1.Espada de São Jorge (Dracaena trifasciata) 
É a planta para quem também acredita que elas podem trazer prosperidade e proteção. Ela não reclama de uma mudança de temperatura. Rústica, gosta de uma sombrinha e ou meia sombra. Quanto à quantidade de água, não precisa uma enxurrada de água, regas moderadas são o suficiente.  

Zamioculca

2. Zamioculca (Zamioculcas zamiifolia)
Essa daqui também pode trazer fortuna para quem acredita nesses significados. Com folhagens ornamentais, verdes e brilhantes, ela adora um um ambiente com vento, próxima a uma janela com boa claridade natural, mas sem sol direto. Quanto à quantidade de água, tome cuidado para não afogá-la, as regas devem ser moderadas.

3. Pacová (Philodendron martianum)
Essa é brasileira e prefere uma sombra, mas ela não gosta de frio, então vale a pena ficar de olho nisso. A água não precisa ser um exagero, lembra da dica do dedo para sentir a terra da planta. 

4. Aglaonema (Aglaonema commutatum)
Conhecida também por café de salão, possui folhagens ornamentais, coloridas e texturizadas. E ela pode ter irmãs nas cores brancas, cinzas e rosadas, ótimas para brincar com a decoração da casa. Um local bem arejado e com luz é que faz essa planta feliz, mas sem sol direto. Quase a terra estiver quase seca é o momento de regar novamente.

5. Antúrio (Anthurium andraeanum)
Ela também pode ser bem colorida e ter diversos tamanhos, o que é ótimo para ter aquela que combine mais com você e seu espaço. Um ambiente com boa claridade natural é habitat natural do Antúrio. Quanto à rega, o que vale é molhar toda a extensão do vaso e esperar secar a terra para molhar novamente. 

6. Jibóia (Epipremnum pinnatum)
Ela fica pendurada, ama ficar no alto, porque suas folhas crescem muito. Seu cultivo deve ocorrer em lugares suspensos ou jardins verticais. Sombra é com ela mesma e para mantê-la hidratada, a rega deve acontecer antes que a terra fique totalmente seca. 

7. Palmeira rafis (Rhapis excelsa)
Sua folha parece um leque e com certeza você já viu ela compondo cenários das blogueiras nas redes sociais. Ela ama um ambiente bem iluminado, mas longe do sol direto. A rega deve acontecer sempre que perceber que a terra está começando a secar. Nos dias de muito calor, vale a pena borrifar água para que elas não fiquem secas. 

Veja também